A Proteção Que Você Merece

Notícias

Grupo muda foco para atingir R$ 1,6 bi

Em um cenário de retração do setor sucroalcooleiro, a São Francisco Saúde, que nos últimos anos cresceu na esteira das usinas de açúcar, reviu sua estratégia.

26/05/2014

Lício Cintra, superintendente da São Francisco 

FONTE: Beth Koike/ Valor Econômico

O foco de expansão do grupo - dono de planos médico e dental, clínicas, hospitais e laboratórios - deixou de ser o polo sucroalcooleiro e a meta agora é conquistar clientes de outros segmentos nas regiões em que havia montado uma estrutura para atender aos trabalhadores das usinas. O grupo tem cerca de 30 unidades, entre centros médicos e escritórios no interior de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.
Nos últimos três anos, 46 usinas fecharam, segundo a Única, entidade que representa o setor.

"O número de usinas que atendemos não chegou a diminuir. Mas se o setor estivesse crescendo na mesma proporção de anos atrás, com certeza teríamos um número maior de vidas. Não queremos depender de um único setor, por isso estamos trabalhando com outros empregadores", disse Lício Cintra, superintendente da São Francisco. Atualmente, a rede atende 70 usinas, que respondem por 25% da base de clientes.

Com sede em Ribeirão Preto (SP), o São Francisco é um grupo com faturamento de R$ 845 milhões e 564 mil usuários de planos médico e dental. Com a nova estratégia, a empresa pretende dobrar a receita bruta para R$ 1,6 bilhão e chegar a 1 milhão de usuários em 2017.

"Esse crescimento será orgânico. Mapeamos algumas regiões que acreditamos ter potencial de expansão", disse Cintra. Entre as praças vislumbradas pelo executivo estão Araraquara e São Carlos (SP), Dourados e Campo Grande (MS), Rondonópolis (MT) e sul de Goiás. "Há neste grupo, cidades que não são polos de usinas, porque já vínhamos diversificando nossa atuação nos últimos dois anos", explicou.

A São Francisco também tem em seu radar duas aquisições que devem ser concluídas neste ano. De 2011 para cá, comprou três operadoras, com investimento total de R$ 20 milhões.

Fundado na década de 1950 como um hospital, o grupo São Francisco tem 350 mil usuários do convênio médico e 215 mil do plano odontológico. Do faturamento total do grupo, R$ 630 milhões vieram dos planos de saúde ne dental e da rede própria de clínicas e laboratórios. O lucro líquido foi de R$ 15,9 milhões no ano passado, contra R$ 5,5 milhões em 2012.

O faturamento do Hospital São Francisco, localizado em Ribeirão Preto e onde são realizados os procedimentos de alta complexidade, e de outros pequenos hospitais do grupo somou R$ 160 milhões em 2013.

Além disso, o grupo São Francisco é dono de uma empresa de resgate (ambulâncias) que atende cerca de 10 concessionárias de rodovias privatizadas. Esse braço de negócio, que é tocado de forma independente, teve receita de R$ 70 milhões em 2013.

Galeria de Imagens

Voltar