A Proteção Que Você Merece

Notícias

Hipertensão arterial: uma doença séria e silenciosa.

De acordo com estudos, no Brasil a hipertensão arterial atinge 32,5% da população, o que equivale a 36 milhões de brasileiros adultos, sendo mais de 60% idosos. Confira!

15/05/2018

 

Quem sofre com hipertensão sabe: o problema é traiçoeiro. A doença, além de séria e silenciosa, pode ter consequências graves e irreversíveis. Infarto, acidente vascular cerebral (AVC), doenças renais e obstrução das carótidas (artérias do pescoço) são alguns exemplos do que pode acontecer com um paciente hipertenso em situações extremas.

Diversos fatores contribuem para a elevação da pressão arterial. Entre eles, o envelhecimento da população, a obesidade, o consumo excessivo de sal, sedentarismo e o uso abusivo de bebida alcoólica e drogas são indicativos fortes para que a condição se desenvolve.

A melhor forma de combater a doença, além da utilização de medicação adequada no caso de hipertensos, é adotar hábitos saudáveis, alimentação rica em frutas, oleaginosas e sais minerais, além da prática de exercícios físicos.

De acordo com estudos, no Brasil a hipertensão arterial atinge 32,5% da população, o que equivale a 36 milhões de brasileiros adultos, sendo mais de 60% idosos.

Risco de 30%
Uma vida saudável pode diminuir as chances de você ter hipertensão. Porém, se você não se cuida, ou seja, se não faz atividade física, está com excesso de peso, tem alimentação com excesso de sal, fuma, não tem sono adequado, então isso incrementa enormemente o risco de ser hipertenso. Dados do Ministério da Saúde mostram que um em cada cinco indivíduos sofrem da doença e apenas 20% fazem o controle adequado.

Quando a pressão é considerada alta?
Hoje, a pressão de uma pessoa é considerada ótima quando o valor de medição fica na faixa de 12 por 8, ou seja, 120 por 80 milímetros de mercurio (mmHg). Já as pessoas consideradas hipertensas precisam estar com pressão arterial maior que 140/90 mmHg, quando ela é chamada de “pressão alta”. Os números entre 12 por 8 e 14 por 9 não são esquecidos. Nesses casos, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, o quadro é chamado de pré-hipertensão. Porém, segundo a nova diretriz americana, esse parâmetro já baixou. Para os médicos da Associação Americana do Coração e do Colégio Americano de Cardiologia, se aparelho apontar acima de 130/80 mmHg a pessoa já é considerada hipertensa.

Tratamento
Quando uma pessoa é considerada hipertensa, algumas medidas devem ser tomadas para que a pressão arterial seja controlada e não ultrapasse os valores de 12 por 8. Nos casos de hipertensão leve, medicamentos não são necessários. Medidas para mudar os hábitos de vida, como prática de exercícios físicos, diminuição do sal na comida e redução do consumo de bebidas alcoólicas e controle do peso. Em situações mais graves, é necessário introduzir medicação, que tem a função de deixar os vasos mais relaxados, por isso, o uso de vasodilatadores. Porém, não adianta só tomar remédio e deixar os cuidados com a saúde de lado, por isso, o ideal para o tratamento eficaz é manter um equilíbrio entre hábitos saudáveis e uso de medicamento.

Fonte: https://bit.ly/2Gigjl0

Galeria de Imagens

Voltar