A Proteção Que Você Merece

Notícias

Combate a Hepatite C

Evolução, casos e tratamento da doença serão discutidos no Hospital São Francisco

13/05/2014

A Hepatite C é uma doença silenciosa, muitos não sabem que estão infectados.  

A Hepatite C é uma doença inflamatória do fígado causada por um vírus e que atinge 170 milhões de pessoas em todo o mundo e cerca de 3 milhões de brasileiros. Desses, apenas 5% estão diagnosticados. Por ser uma doença silenciosa, muitos não sabem que estão infectados.

A transmissão ocorre pelo contato direto com o sangue contaminado, seja por transfusão de sangue ou pelo compartilhamento de agulhas e outros materiais mal esterilizados. Geralmente a doença lesiona o tecido hepático e pode evoluir para uma cirrose ou câncer de fígado. O Ministério da Saúde registrou de 1999 a 2011 cerca de 16,8 mil mortes decorrentes da hepatite C.

“O diagnóstico precoce e o tratamento adequado é fundamental para evitarmos que a doença se agrave e possa evoluir para um câncer ou necessidade de transplante. Por isso, a hepatite C é uma doença que merece ser discutida e os profissionais de saúde precisam conhecer mais sobre os novos tratamentos que estão no mercado”, diz Dr. José Antônio Mansur, médico cirurgião do Hospital São Francisco.

Para discutir prevenção, tratamento e novidades em relação a hepatite C, será realizada uma palestra no dia 19 de maio, às 19h30, no auditório do Hospital São Francisco em Ribeirão Preto(SP). As novidades no combate à doença serão apresentadas pelo Dr. Luiz André Magno do departamento médico da Janssen - uma empresa de pesquisa e desenvolvimento de produtos farmacêuticos.

De acordo com o especialista, a hepatite C apresenta diferentes graus de inflamação e de fibrose do fígado, ou cicatriz, causados por, pelo menos, seis subtipos de vírus C, sendo que o subtipo 1 é o mais frequente e responsável por aproximadamente 70% dos casos da doença.

“O Tratamento do genótipo 1, até então o mais difícil de curar, é feito com uma medicação oral específica para o vírus da Hepatite C (Um Inibidor de Protease) associado a uma droga injetável (Peginterferon ou Interferon Peguilado) e outra oral (Ribavirina)”, diz o Dr. Magno.

Pesquisas atuais revelaram que estes antivirais potencializam muito a chance de eliminação do vírus. Este tratamento já é disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e permite taxas de cura entre 65 e 75%.

“É importante estar atualizado sobre o que representa a hepatite C hoje no Brasil e no mundo, a evolução do seu tratamento ao longo dos últimos anos e em que estágio estamos hoje, incluindo o protocolo do governo Federal para o seu tratamento. E tudo isso será discutido em nossa palestra no Hospital São Francisco”, concluiu o Dr. Magno.

O evento acontece no anfiteatro do Hospital, que fica na Rua Bernardino de Campos, 912- centro. Mais informações pelo telefone: 16-2138 3115.

Galeria de Imagens

Voltar