A Proteção Que Você Merece

Notícias

Em 2 meses, dengue eleva busca por médicos em 150% na rede particular

Gerente médica do Hospital São Francisco orienta sobre os sintomas da Zika

11/02/2016

Silvia Fonseca, gerente médica do Hospital São Francisco 

A epidemia de dengue deixou lotadas não só as unidades da rede pública de saúde, mas também as salas de hospitais particulares em Ribeirão Preto (SP). Apenas em uma rede, a procura por atendimento de pacientes com suspeita da doença cresceu 150% de janeiro para fevereiro.

Dados da Secretaria Municipal de Saúde mostram que Ribeirão Preto registrou 927 casos da doença na primeira quinzena de janeiro contra 53 durante todo o mês em 2015. Segundo o secretário Stênio Miranda, a previsão é que até 60 mil moradores sejam infectados pelo mosquito Aedes aegypti até junho deste ano.

Cuidados

Para a gerente médica do Hospital São Francisco Sílvia Fonseca, o aumento na procura por atendimento nos hospitais particulares também está ligado aos registros de casos de zika vírus. Em dezembro, a Prefeitura de Ribeirão Preto confirmou dois casos da doença na cidade e informou que outros oito eram suspeitos.

Silvia orienta que a população busque médicos quando houver sintomas como febre, dor no corpo e náusea. Os casos de urgência estão relacionados a sinais como dores intensas na barriga, vômito com sangue, tontura, diminuição da diurese e dificuldade para respirar, segundo a gerente médica.

"É fundamental que as pessoas se hidratem corretamente, ingerindo de dois a três litros de água por dia, tanto as confirmadas quanto as com suspeitas", afirma.

Fonte: G1

Galeria de Imagens

Voltar