A Proteção Que Você Merece

Notícias

Brasil poderá ter vacina contra meningite B em 2015

Infectologista do Hospital São Francisco fala sobre a vacina

03/11/2014

As vacinas são a forma mais eficiente de prevenção de infecções de uma maneira geral 

De acordo com a Comissão de Revisão de Calendários daSBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), o Brasil deve começar, em 2015, a vacinação contra a meningite do tipo B.A doença meningocócica é a causa mais comum de meningite bacteriana no país, sendo que os Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo são os que registram as maiores incidências.Entre 2012 e 2013, as notificações da enfermidadeem território nacional caíram 12%, de 21.710 para 19.090, segundo a coordenadoria geral do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde. Até agosto deste ano, foram registrados 8.691 casos e 685 mortes.

Mais comum nos meses frios, a doença é uma infecção que se instala principalmente quando uma bactéria ou vírus, por alguma razão, consegue vencer as defesas do organismo e atacar as meninges, três membranas que envolvem e protegem o encéfalo, a medula espinhal e outras partes do sistema nervoso central.Mais raramente, ela pode ser provocada por fungos ou pelo bacilo de Koch, causador da tuberculose.

Para Sílvia Nunes Szente Fonseca, infectologista e gerente Médica do Hospital São Francisco, as vacinas são a forma mais eficiente de prevenção de infecções de uma maneira geral. “Em particular, as vacinas contra meningite meningocócica são muito importantes, pois este tipo de doença tem altos níveis de mortalidade e graus de sequelas. No Brasil, temos à disposição na rede pública a vacina contra a meningite do tipo C, o mais prevalente”, diz.

Sintomas e transmissão

Febre alta, dor de cabeça, náusea, vômitos em jato e rigidez na nuca são alguns dos sintomas clássicos do quadro. A via respiratória –por meio de tosse, beijo ou espirro, por exemplo – é o principal meio de transmissão da meningite. No caso das bacterianas, o micro-organismo se multiplica na orofaringe (região da garganta), circula pela corrente sanguínea e infecta as meninges.

“As meningites bacterianas geralmente acontecem nos meses de temperatura baixa, quando as pessoas ficam mais aglomeradas, em locais fechados, mas podem ocorrer em qualquer época do ano. Existem, também, as virais, a maioria benigna, e alguns tipos ocorrem particularmente no verão”, explica a infectologista Sílvia Nunes Szente Fonseca.

O diagnóstico baseia-se na avaliação clínica do paciente e no exame do líquor – líquido que envolve o sistema nervoso – para identificar o tipo do agente infeccioso envolvido. Segundo informações da Secretaria da Saúde do Estado do Paraná, a pessoa deve procurar um serviço de saúde logo que apresentar os sintomas, pois, no caso das meningites bacterianas, a introdução precoce do antibiótico reduz o risco de morte em 15%.Cuidados com a higiene são fundamentais na prevenção do mal.

Fonte:Milagre do Verbo Agência de Comunicação!

Galeria de Imagens

Voltar